Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna (João 3:16).

Deus amou o mundo que deu! O Seu amor se expressou na ação de dar. O amor tem um irmão gêmeo que é o dar. A generosidade de Deus não é finanças, isso porque quando Ele foi ser generoso com a Terra Ele não nos mandou dinheiro, ou mandou? Quando você confessou Jesus caiu dinheiro em sua conta? Claro que não! Isso não aconteceu porque a generosidade de Deus não é algo fora Dele, como o dinheiro que está em sua carteira.

Quando Ele resolveu ser generoso, mandou Ele mesmo na pessoa de seu Filho. Quando Deus nos convida a viver uma vida generosa, Ele nos convida a dar de nós mesmos. Agora entenda, Igreja é o único lugar que tem provisão para dar antes de receber. Quem conheceu o Evangelho pode dar sem esperar nada em troca. Então vejamos como Deus vê a generosidade dos seus filhos.

1. Deus ama o filho que dá com alegria – (2Co 9:7)

É importante entender que a alegria de Deus não é para com aquele que dá, mas para aquele que dá com alegria. Dar com alegria significa que depois que você dá, você está com mais alegria do que antes de dar. Deus ama que dar por natureza e não por obrigação. Dar com alegria é natural para os filhos de Deus. 

2. Perceba o privilégio – (2Co 8:7 – NVI).

Alguém pode dizer: Que povo estranho, pois fica mais feliz em dar do que receber! Esse é o povo do Evangelho, essa é a Igreja. Veja no verso 8 Paulo diz que está verificando o amor – mas quero verificar a sinceridade do amor de vocês (NVI). Isso porque é inevitável o amor é irmão gêmeo do dar e servir. 

3. Entenda a troca – (2Co 8:9)

O texto está falando da nossa miséria. Jesus se tornou pobre, isso diz respeito ao que nós erramos sem Ele. Pobre era a nossa vida sem paz, sem alegria, sem desfrutar do amor de Deus, sem eternidade. Pobre é viver e morrer nesta terra. Pobre é viver sem a realidade de Jesus dentro da gente. É disso que o texto está dizendo. Jesus sendo rico, rico de quê? Jesus é a plenitude do Pai, mas Ele fez uma troca conosco.

Onde Ele fez essa troca? Na cruz! Na cruz Jesus pega a cruz do Claudio. Ele pegou a vida pobre e miserável do Claudio, para quê? Para que quando Ele pegasse a minha pobreza, a minha miséria e a minha falta de tudo, eu pudesse receber a sua riqueza.

E que riqueza é essa? Abundancia de qualquer coisa que seja Deus! Hoje é dia de você sair de detrás dessa vida de anonimato, que produziu um medo e trauma achando que você não tem nada para dar. Você é o povo que foi chamado para distribuir alegria, paz, satisfação, plenitude, boas notícias, dinheiro, etc.

4. Generosidade glorifica a Deus – (2Co 9:10-11 – NVI).

Generosidade nunca para na pessoa, ela produz reverberações, como uma pedra que você joga na água e produz ondas uma após a outra. Qual é a grande questão da generosidade? Ela vai dar glórias a Deus! Percebe como é simples e fácil? É só você deixar fluir. Não fluir generosidade é resistência. Gostaria de incentivá-lo a ser generoso com as pessoas a sua volta. Como queremos ser conhecidos? Uma Igreja de amor? Então vamos começar a expressar generosidade. 

Categorias: Mensagem